3 de novembro de 2007

Dia 2 - Sábado - Foz Côa, Freixo de Numão e Moncorvo

Por aqui a beleza natural é o prato do dia. Os montes conquistaram-me. Mas há mais. Os centros históricos e as inúmeras escavações abertas nesta zona são de visita obrigatória. As fotos são mesmo só para dar uma ideia. Vale mesmo a pena visitar.

Foz Côa vistra do Castelo Velho de Freixo de Numão



















Igrejas de Vila Nova de Foz Côa e de Torre de Moncorvo

Torre de vigia e miradouro do Castelo Velho. Solar da Casa Grande onde está instalado um Museu com antropologia e etnografia da zona

5 comentários:

Mofina Mendes disse...

Belas figuras rupestres, sim senhor!

jorge c. disse...

Turisticamente, Foz Côa é um sítio tão interessante que até fazem fila para lá entrar.
Ainda bem que deixaram a barragem a meio!
Não me diga que não havia mais nada a que tirar fotos?

Tirando a beleza natural da zona que é mágica, o resto não vale nem uma linha.

O Granel devia escrever um livro de termos patetas: «a beleza natural é o prato do dia.»
Não me diga que o monte agora é um restaurante? V. já devia era estar cheio de fome. Só pensa em comida.

marta disse...

Por acaso não foste tirar isso ao José Hermano Saraiva?

filinto disse...

Gostei. Especialmente daquela Torre de Vigia. Que deve ser o que ali o senhor Jorge C. deve ter gostado menos... mas é o habitual.

jorge c. disse...

Parece a Torre dos Bombeiros. Só por causa disso o Granel passa a ser o Mangueirinha!