28 de outubro de 2007

X - Baltar - Final (actualizado)

A tarefa era muito complicada para Veiga na luta pelo Campeonato. Tinha de ganhar e esperar que João Tabaio não fosse além do terceiro lugar. Decidido a agarrar mais este título, Arrancou forte e chegou à primeira curva já na liderança da corrida. Os restantes pilotos seguiam a curta distância, “liderados” por João Tabaio. A esperança crescia. Não era a situação ideal mas um percalço com Tabaio ou uma ultrapassagem de Joaquim Santos que cedo pressionou o piloto algarvio podiam fazer a balança pender para o piloto do Team Sotelha. Mas este não era definitivamente, o fim-de-semana de Eduardo Veiga. Na primeira passagem pelo túnel, provavelmente por quebra da transmissão traseira, o SAAB 9.3 entrou em sobre-viragem e ficou virado ao contrário (um pião, desta feita não sancionado), permitindo a ultrapassagem de João Tabaio que não mais largou (largar até largou mas lá chegaremos) o comando da corrida. Veiga tentou ainda recuperar o tempo perdido mas um incêndio na consola central ditava o abandono do piloto Aguadense. Na corrida dos restantes, Joaquim Santos fazia agora os possíveis para defender a segunda posição de Ruben Tabaio, que fruto de um mau arranque, vinha em recuperação. Ruben, ultrapassou Carlos Silva e António Teixeira. Por cada ultrapassagem, um toque, ao estilo Jorge Costa; - quem manda aqui sou eu. E também Joaquim Santos iria sentir a virilidade do jovem piloto algarvio. Na penúltima volta, e quando Santos se preparava para entrar na recta da meta ao fazer o último gancho, Ruben retardou a travagem e abalroou-o. O mais novo do clã Tabaio chegava assim ao segundo lugar da corrida. Como Veiga tinha desistido e João já era campeão, o clã deu-se ainda ao luxo de trocar de posições numa linda ultrapassagem de Ruben Tabaio ao pai quando este circulava acima dos 10 km/h. Ruben acabou assim por ganhar a corrida, seguido de João Tabaio e António Teixeira.

Já as tendas estavam arrumadas e muitos tinham seguido para casa quando saiu a decisão do colégio de comissários sobre os incidentes com Ruben Tabaio. Desta vez não havia saída, tinham mesmo de o desclassificar o que o arrastou para o fim da tabela classificativa.

João Tabaio é o campeão nacional, Eduardo Veiga fica em segundo e Ruben Tabaio em terceiro.

João Tabaio - Campeão Nacional da divisão 1

5 comentários:

jorge c. disse...

Os campeões são feitos de uma fibra que não serve a todos.
Sabem ganhar e sabem perder. Têm o carinho do público. Sabem moralizar as tropas e dão o corpo ao manifesto quando é preciso.
Um campeão é, no fundo, um vencedor por mérito profissional e humano.

O Eduardo Veiga é, indiscutivelmente, um campeão!

smartdrink disse...

era espetar os tabaios num pau e depois com uma faca de sushi ir cortando fatias fininhas e perguntar: gostas?

jorge c. disse...

E depois fazer arroz de puta!

jorge c. disse...

Ai ui, a linguagem!

otília disse...

Pois eu… admito, fiquei triste, inconsolável mesmo…
Não vi o fim da corrida, saí, mal me apercebi que o Eduardo tinha abandonado a prova, já não tinha interesse, era só uma questão de pontos… (só faltava mesmo um incêndio no rol dos azares...)

Acompanhei o “Team Sotelha”, durante as provas deste ano, faltei a uma, apenas…

É obvio que aqui há mais do que o “simples gosto” pelas corridas, há uma partilha de momentos por demais emotivos, e acima de tudo, a admiração e respeito, não só por um Grande Senhor do Rallycross, como por um grupo satélite que o rodeia, que pela admiração e amizade que lhe destinam atestam a real faceta do Homem por detrás do piloto.

Há tambem a paixão de um outro Homem, que me levou pela mão e me apresentou uma parte do seu mundo, fazendo questão de dizer, este é o Eduardo, o meu Padrinho, contagiou-me com o seu entusiasmo e entrega a algo que definitivamente lhe "enche as medidas", dois em um, talvez o segundo dependente do primeiro, Eduardo Veiga e o "Rallycross".

Independentemente da classificação final, acho que se impõe felicitar o Eduardo o “Team Sotelha”, e todos os que fizeram questão de o acompanhar ao longo do campeonato.