20 de setembro de 2007

Guiado pelos carris...

A manhã está calma. Poucos são os que partem. Estranhamente, também ninguém espera o familiar ou o amigo. Aguardo confortavelmente a partida, já sentado no meu lugar enquanto escrevo estas linhas. Estou junto à janela e apanho os raios de Sol que o Verão ainda vai oferecendo. A porta vai abrindo e a pouco e pouco a carruagem vai ficando composta (esta expressão é detestável mas tou com preguiça de pensar numa substituta). Há-os com malas de viagem, há-os (porventura será mais correcto –as) com sacos e saquinhos de compras, há-os sem nada. Há-os até de mochila. Que saudades que tinha de andar de comboio. Grandes viagens que fazia nos primeiros tempos de faculdade…

7 comentários:

Mofina Mendes disse...

Há-os de portátil ou telemóvel?

GRaNel disse...

Olá Mofina,

vinha com o portáttil sim. Que tirei da mochila.

jorge c. disse...

Estou de volta, seu imbecil!
Pode voltar a fazer posts para me provocar! Já devia andar triste, bem sei! Mas não tenho a sua vida santinha de andar a passear de comboio provavelmente poruqe ficou sem GPS ou ar-condicionado e acha que assim não tem condições para andar de carro... o menino!

smartdrink disse...

lolol
grande Jorge!
seja benvindo por estes arrabaldes!

AJO disse...

Fiz poucas viagens de comboio, mas as que fiz ficaram na memória... foram por boas razões.

Quadrado.14 disse...

Não com tanta "modernidade", nem tanto conforto, mas as viagens ficaram...

Anónimo disse...

belas recordações, principalmente dos interrails durante a faculdade... cansativas, mas cheias de encanto e novidades!
Carla